sexta-feira, 1 de janeiro de 2016

Mais um ano?











O que dizer sobre o ano novo? Realmente não sei, só espero que ele seja melhor e mais inspirador do que esse último ano. Fato comprovado para a mediocridade humana é a pº#@ da esperança que não esmorece nem sob circunstâncias catastróficas. Então espero que ela faça a sua parte e um pouco mais do que simplesmente cumprir a sua função que é acalentar o pensamento e o coração, espero que ela não seja em vão!

Sim, eu reclamo da vida de vez em quando (quem nunca?). E, não, eu não estou contando só com a esperança (embora já tenha feito muito disso). Como é de costume para muitos cidadãos (por que não dizer todos?!) eu também tenho muitas metas para esse novo ano. (Virar o ano sem dormir não estava entre elas, mas fazer o quê?)

Usarei o resto da minha lucidez (o entorpecimento dificulta o processo) para ressaltar a minha vontade de não somente ficar na vontade, de ser mais ativo e proeminente, realizar mais do que simplesmente desejar, fazer mais do que planejar, alcançar mais do que simplesmente me direcionar. Ou seja, estou naquele esquema de cumprir metas, sem no entanto deixá-las em aberto para em seguida dobrá-las.

Que nosso ano seja menos pedreira do que o anterior. Se o seu ano foi ótimo, bom pra você (o meu não foi nem de perto tão bom quanto almejei). Que nossa luz brilhe a ponto de ofuscar! Sorte para todos nós. Nos vemos com mais frequência nesse ano "promissor?". Chega de balelas, bora botar a mão na massa e fazer acontecer! 





8 comentários:

  1. Respostas
    1. Obrigado, pra vc também! Embora já seja o meio do ano! rs

      Excluir
  2. Um único objetivo - precisa ser específico, alcançável mas ao mesmo tempo desafiador. Foco na realização deste único objetivo. E você vai pegando o embalo... a gravidade ajuda com o resto. Forte abraço amigo, que seu 2016 seja excelente!

    ResponderExcluir
  3. Respostas
    1. Tá aqui, paradão! Mas algo me diz que não mais! rs

      Excluir