sexta-feira, 22 de maio de 2015

Kingsman: Serviço Secreto - Kingsman: The Secret Service - 20th Century Fox







Essa resenha eu vou começar com a palavra: bacana! Não me entendam mal, é que o filme em si não é alguma coisa muito original, mas esse "bacana" não foi dito de forma tão desanimada quanto pareceu. Não posso ser hipócrita ao ponto de dizer: FODA!, pois não é. Vejam o porquê:

Bom, deixarei um pouco a minha opinião de lado, já que tenho que falar como é o filme primeiro para depois deixar o meu parecer (como se o que eu acho valesse de alguma coisa!)

Trata-se da história de um grupo - uma agência - secreto de espiões, agentes (agora sim a gente escreve "agente" junto! Isso é só um esclarecimento para os não iniciados nos mistérios do português!!!!) secretos, realmente muito secretos (pois nenhum outro órgão sabe da sua existência), que combatem o crime! Esse filme é uma adaptação feita a partir de um quadrinho homônimo e, resumindo, é isso. (Eu nunca li os quadrinhos, perdão)

Tá, tá, não é só isso, mas é basicamente isso. Bom, um dos agentes morre (não, não é spoiler) e o seu filho, depois de alguns anos, é convocado para ocupar uma das vagas nessa agência (que se chama Kingsman por sinal), pois seu recrutador acredita que ele possui potencial para tal. Então ele começa seu treinamento super secreto, junto com outros, e precisa dar o seu melhor para conseguir ser aprovado nos rigorosos testes para ocupar a única vaga disponível.

O filme tem uma história central e várias outras que articulam com essa primeira. Samuel L. Jackson é o nosso grande vilão (e quê vilão!, esse sim, muito original: um cara com problemas de dicção, com nojo de sangue e extremamente cruel e racional. Jackson é o ponto mais forte desse filme, na minha opinião), ele é o responsável pela trama principal, que é basicamente: diminuir a população do planeta. Ah, aqui vale dizer que sua teoria filosófica para explicar esse genocídio faz realmente sentido (mas também não é original).

Outra coisa bacana no filme é a Gazela (sim, escrevi seu nome em português), uma vilã coadjuvante com pernas feitas de hastes de metal com lâminas cortantes, interessante (tem lá sua originalidade, vai!!). As cenas de combate entre ela e outros é sempre divertidamente sanguinária.

Toda ação do filme é muito bem feita, com muitas cenas magistrais de combate. A trilha sonora, com sucessos pop/rock (da minha época, é claro), também é bem legal.

Fiquei entretido com o filme e gostei de tê-lo assistido, mas é só isso. Não é algo que eu vá levar para o resto da vida e nem ficar refletindo por muito tempo. A história pode não ser lá essas coisas, mas é bem fechadinha, sem muita enrolação (só o necessário), e muita pancadaria (que eu até gosto bastante). Como eu disse, o melhor do filme ficou para o Samuel, que me fez rir bastante (veja sua cena final, muito legal!).

Bom, esse é um filme que vai tomar o seu tempo de uma forma boa. Você irá se distrair e se divertir e, o mais importante de tudo, não vai ficar com ódio de tê-lo assistido! (Como eu fiquei ao assistir O destino de Júpiter. ) Valeu a aventura, assistam!!! 








Nenhum comentário:

Postar um comentário